Welcome



INICIO
EDITORAS PARCEIRAS
BLOGS PARCEIROS
BOOKLIST
LINK-ME
SELINHOS
CONTATO

31 janeiro 2013

Resenha #65 - Onze Minutos - Paulo Coelho



Título: Onze Minutos
Autor: Paulo Coelho
Editora: Rocco
Número de Páginas: 255

Sinopse:

“ Maria, uma mulher oriunda de uma pequena cidade do Brasil, descobre rapidamente o poder que a sua beleza exerce sobre os homens. Desiludida com o amor romântico e desencantada com a paixão, é levada a trabalhar numa boate na Suíça, onde aprende a viver do sexo e a utilizá-lo para satisfazer os outros. Mas à medida que se vai aperfeiçoando e criando o distanciamento necessário entre si e o seu corpo, sente cada vez mais que está a deixar morrer uma parte importante de si.
A história de Maria é a história de uma mulher que ousa transgredir e desafiar a estrutura de uma vida banal para descobrir o poder redentor da paixão. O erotismo e a sensibilidade de Onze Minutos constituem uma reflexão profunda sobre a história e a natureza da sexualidade e o papel que desempenha na busca do sagrado. ”

Resenha

Ao abrir o livro, me deparo com uma dedicatória muito tocante a um senhor, sua mulher e sua neta. Paulo Coelho o conheceu na Gruta de Lourdes, na França onde o mesmo perguntou: “Sabe que você parece o Paulo Coelho? ”. 
O Senhor de quase sessenta anos o abraçou apresentando-lhe sua família e disse ao autor que os seus livros o faziam sonhar. Por causa disso Paulo Coelho dedicou a ele, Maurice Gravelines, sua dedicatória nesse livro.

“ Alguns livros nos fazem sonhar, outros trazem a realidade, mas nenhum pode fugir daquilo que é mais importante para um autor: a honestidade com o que escreve. ”


Onze Minutos relata a estória de Maria, uma menina virgem e inocente que vive com seus pais. A cidade não tinha muitos atrativos e nem do que se distrair, mas Maria era uma sonhadora. Queria encontrar o homem perfeito, casar-se, ter filhos e ter uma casa com vista para o mar.

Sofreu muito por amor e prometeu a si mesma que jamais iria se apaixonar novamente. Ela não sabia que o nosso coração pode nos atraiçoar repetidas vezes.
Maria cresceu, virando uma mulher linda e encantadora. Começou a conhecer mais sobre seu corpo e sobre sexo. “Não preciso de homem” ela dizia, seu diário era sua companhia mais fiel, pois relatava toda a sua vida naquela cidadezinha de fim de mundo.

“ Embora meu objetivo seja compreender o amor, e embora sofra por causa das pessoas a quem entreguei meu coração, vejo que aqueles que me tocaram a alma não conseguiram despertar meu corpo, e aqueles que tocaram meu corpo não conseguiram atingir minha alma.”

Maria ainda é uma sonhadora, mesmo depois de tudo pelo que passou. Sua “nova vida” na Suíça não será um mar de flores e ela saberá disso logo que começar a trabalhar.
Numa cidade estranha, outra língua, pessoas frias que parecem não vê-la, torna tudo ainda mais difícil. Sua única saída é ser uma prostituta no bar Copacabana. O melhor da cidade.
Sua sede de saber, começa a aflorar e Maria se dedica a aprender tudo que possa lhe ajudar em “seu trabalho” e na sua estadia naquela cidade . Sabe se diferenciar das demais colegas na sua ingrata profissão.                  
Em um de seus passeios pela pequena cidade, se depara com um pintor que a toca com palavras e gestos gentis. Maria não entende seus sentimentos e se torna um pouco arredia.

 “ E se for esse o caso, mesmo que já o tenha perdido, eu ganhei um dia feliz na minha vida. Considerando o mundo como ele é um dia feliz é quase um milagre. ”

Aprende que o amor vem em dias ensolarados ou em dias de chuva... para quem já amou tanto (e sofreu todas as vezes) não sabe escolher seu destino, o caminho certo. 
É um dos livros que mais adoro! Paulo Coelho tem uma maneira  bem simples e direta, com trechos para se refletir. Essa história (verídica) narra à vida de uma prostituta, suas relações e experiências sexuais e que não se deixa  envolver pelas reviravoltas da vida, que foi obrigada a encarar. Vale muito à pena conhecer o Mundo de Maria.




Até a próxima!
Beijos.

27 janeiro 2013

Resenha #64 - Dezessete Luas Beautiful Creatures #2



Título: Dezessete Luas
Autoras:
Kami Garcia e Margaret Stohl
Editora:
Galera Record
Número de Páginas:
462

Sinopse:


“Juntos, Ethan e Lena podem enfrentar qualquer ataque de Gatlin. Ao menos era assim que funcionava antes de Lena sofrer uma perda trágica e começar a se afastar e guardar segredos que estão testando o relacionamento. E agora que Ethan abriu os olhos para o lado negro de Gatlin, não há como voltar atrás. Assombrado por estranhas visões que somente ele consegue ver, Ethan vai sendo puxado cada vez mais para dentro da história confusa de sua cidade. "

.
.
.
.
Resenha

Depois do ano passado Lena e Ethan tinham um ao outro, porém quando tudo tinha se resolvido Lena começa a ficar distante e estranha, se afastando dele cada vez mais.
O comportamento dela estava mudando em todos os aspectos: seu jeito de vestir, agir, suas atitudes. Aquela não era a Lena que Ethan conhecia e amava.Depois de toda a rejeição, frieza e distanciamento, ele só pode contar com seu melhor amigo Link, a melhor amiga de sua mãe a bibliotecária Marian e sua ajudante misteriosa Liv.

Segredos foram revelados sobre sua cidade,  do passado da mãe de Ethan e do porque ele estar tão ligado a essa maldição.

“Sorri para ela também, mas ela olhou de volta para a prova, como se preferisse pensar em assonância e consonância a me ver. Como se doesse olhar para mim – ou pior, como se ela simplesmente não quisesse. ”  - Ethan 
Ethan agora sozinho, continua a ter visões do passado que somente ele vê, envolvendo tantas coisas e nessas visões aparece Macon Ravenwood.
Sua nova companheira nas descobertas era Lucille, a gata que era de suas tias, que depois que fugiu de casa não o largava mais.

Aonde Ethan ia, lá estava ela, olhando-o de forma inteligente e questionadora.
Lila (mãe de Ethan) nunca o abandonou. O amor pelo seu filho é ainda maior do que a morte.
Sempre ao seu lado, mesmo que ele não possa vê-la.

“O que eu estava fazendo naquele caminho? Para onde estava indo, de verdade? Quem era eu para assumir uma batalha entre poderes que eu não entendia, armado de uma gata fujona, um baterista incrivelmente ruim, um par de tesouras de jardinagem e uma Galileu adolescente bebedora de Ovomaltine? Para salvar uma garota que não queria ser salva? ” - Ethan
Quando se tem amigos verdadeiros, o medo de fracassar ou da solidão, nunca lhe fará companhia.
A estória termina com um gostinho de quero mais, com um desfecho surpreendente.
As autoras se superam a cada livro, pois cada capítulo que lia me deixava angustiada, mas satisfeita com o rumo que as coisas iam tomando.
O poder do AMOR é tão forte e intenso, que muitas vezes é o salvador e o libertador.  




Uma das músicas que tem embalado o casal Ethan e Lena ao decorrer da leitura foi Stranger e Save Me Once Again da Banda Finlandesa The Rasmus que eu AMO DE PAIXÃO. Meu apelido veio do cantor Lauri Ylönen, por ser muito fã dele e da banda. Confiram!

The Rasmus - Stranger



The Rasmus - Save Me Once Again





Essas são as autoras do sucesso Dezesseis Luas, Kami Garcia e Margaret Stohl.



Dezesseis Luas chega aos cinemas do Brasil no dia 1 de março de 2013.



POSTERS 

Versão Brasileira:





Versão Francesa:



Versão Americana:





 Versão Estendida divulgado pela Warner Bros. (sem legenda)


Elenco falando sobre Dezesseis Luas.




Esse vídeo foi postado pela autora em sua página, uma cena do filme.  Encontrei legendado.
Ethan como sempre muito fofo.




Quem está ansioso pela estréia do filme? #todoslevantamasmãos



40 fotos do filme foram divulgadas esses dias, vamos conferir algumas delas?


Ridley e Ethan.

Ethan e Lena.


Ethan.

Link e Ridley.


Macon e Lena.


Amma e Ethan.

Link, Lena e Ethan.



O que acharam?
Até a próxima!
Beijos.

Meme: Minhas Coisas Favoritas



Meme: Minhas Coisas Favoritas

Olá meus amores.
Esse meme foi indicado pela linda Gabriela Silva do Blog Girly World.
 


Regras:  

- Colocar o link do blog que criou o meme (Girly World)

- Dizer quem te indicou.

- Responder todas as perguntas.

- Indicar para quantos blogs quiser.



Minhas Coisas Favoritas



1-      Meus Artistas Favoritos:



 Lauri Ylönen - The Rasmus

Adam Young - Owl City 



Ville Vilo - H.I.M


Taylor Swift




2-      Meus Livros Favoritos:


Série Fallen - Lauren Kate

Trilogia 50 Tons de Cinza - E. L. James 


 Série Hush, Hush - Becca Fitzpatrick

Série Dezesseis Luas - Margaret Stohl e Kami Garcia.


Série House Of Night - P.C. Cast e Kristin Cast.



3-      Minhas Séries Favoritas: 








4-      Meus Filmes Favoritos: 















5-      Meu Filme Disney Favorito: 










6- Meus Programas Favoritos:








6-      Meu Casal Real Favorito:


 Nina Dobrev e Ian Somerhalder.

 Anna Paquin e Stephen Moyer (True Blood) 




8- Meus Casais de Ficção Favoritos:




Ethan e Lena (Dezesseis Luas)




9- Meus Sites Favoritos:

10- Minhas Redes Sociais Favoritas: 

FacebookYoutube e Skoob.



11- Minha Revista Favorita:


Não gosto de nenhuma.



12- Meus Blogs Favoritos:



Gosto de todos, não tenho preferidos.




13- Minhas Editoras Favoritas: 











14- Minhas Lembranças Favoritas:




Yu Yu Hakusho



Bananas de Pijamas





                                                     Blogs Indicados:

Para qualquer blog que quiser fazer. ^^



Até a próxima.
Beijos.