Welcome



INICIO
EDITORAS PARCEIRAS
BLOGS PARCEIROS
BOOKLIST
LINK-ME
SELINHOS
CONTATO

02 maio 2013

Resenha #83 - Não Sou Este Tipo de Garota - Siobhan Vivian


Título: Não Sou Este Tipo de Garota
Autora: Siobhan Vivian
Editora: Novo Conceito Jovem
Número de Páginas: 248

Sinopse:

“ Perversa ou inofensiva? Confiável ou hipócrita? Controlada ou insensata? A vida é sobre suas decisões e escolhas, e Natalie Sterling se orgulha de sempre fazer as melhores. Ela ignora os caras populares e babacas da escola, sempre ganha medalhas de honra e está prestes a ser a primeira estudante jovem a ser presidente do conselho estudantil em anos. Se apenas todas as outras garotas fossem tão sensíveis e fortes. Como o grupo de novatas que querem ser brinquedos dos jogadores de futebol. Ou sua melhor amiga, que tomou uma decisão idiota que quase arruinou sua vida. Mas ser sensível e forte não é fácil. Não quando uma brincadeira quase a faz ser expulsa. Não quando seus conselhos doem mais do que ajudam. Não quando um cara que ela já deu um fora se torna o cara que ela não consegue parar de pensar. A linha entre o certo e o errado foi distorcida, e cruzá-la poderá resultar em um desastre… ou se tornar a melhor escolha que ela já imaginou fazer. ”

Resenha
 
" Essa era a pior parte de tudo: saber que era errado, mas fazer mesmo assim, não me importando com o quanto aquilo ia profundamente contra o tipo de pessoa que eu era."

Não Sou Este Tipo de Garota é um livro que fala muito sobre a “vida do último ano da escola” que as meninas fazem de tudo para chamar a atenção dos jogadores, da crueldade dos meninos quando usam uma garota para se passar de O Pegador.
O que a popularidade acarreta na vida de alguém, o desespero de ser tachada de esquisita ou ficar sempre sozinha nas aulas ou durante o intervalo. É o mundo adolescente cheio de hormônios bem escrito pela autora, mostrado de uma forma bem clara e objetiva.
O livro me prendeu de uma forma que não conseguia parar de ler, terminei em dois dias.

O livro começa retratando a estória de uma garota que foi apelidada de “Isca de Peixe” por um babaca que não conseguiu o que queria e para não ficar por baixo a apelidou e espalhou para toda a escola. Isso é bem típico.
Natalie Sterling é uma garota de 17 anos, filha de uma arquiteta e um oftalmologista. Muito certinha, conservadora, dedicada, estudiosa, responsável e leal à Autumn, sua única amiga na Academia Ross, na cidade de Liberty River.
Só não imaginava que Spencer Biddle estudava na sua escola. No começo nossa mocinha não se lembrava dela, mas com a euforia e alegria com que Spencer lhe disse que ela tinha sido sua babá quando tinha apenas 8 anos (Natalie tinha 12 anos), foi aí que Natalie se lembrou.
“ É por isso que confiar em garotos era igual a beber e dirigir. Claro, alguns correm o risco. O fato de se tomar uma ou duas cervejas nunca parece perigoso no começo. ”

Connor Hughes é um dos atletas da escola, com belas feições e toda garota quer ter sua atenção.
Logo de cara gostei dele, vi que pensava e agia bem diferente de todos os seus amigos do time, ao contrário de Mike Domski, que é um completo babaca. O tipo de garoto que toda garota com bom senso quer o mais longe possível.
Natalie com a ajuda de  Autumn vence a eleição para a Presidência do Conselho Estudantil, tendo um gostinho bem melhor, porque ganhou de Mike.
Depois de eleita parece que tudo acontece com o objetivo de dar errado e com uma ajudinha nada bem vinda de Spencer.

Ela faz burrada uma atrás da outra, tendo Natalie pra tentar safá-la de um castigo ou uma expulsão, Autumn não quer mais ficar escondida e com vergonha do que aconteceu no passado e ainda tem Connor que começa a olhá-la de um jeito bem intenso.
A autora relata o que todo adolescente deve ter passado durante o período escolar, o que deixa tudo mais interessante. A estória é bem leve, sem muitas surpresas.
Mas um boato na escola pode  ser desastroso na vida de uma garota. Vira de pernas pro ar.
Tudo sai do seu controle.

“ Tentei desviar o olhar, mas não consegui. É claro que garotos como Connor vão prestar atenção em garotas seminuas dançando na frente deles. Como não? Era praticamente instintivo. Primordial. Não existe imunidade a peitos e bundas para adolescentes. Mas senti-me completamente idiota por ter passado batom. Fez com que me sentisse tão desesperada quanto Diana e todas as outras garotas. Fez com que sentisse raiva de mim até mesmo por ter tentado. Pois, na verdade, sabia que não devia fazer isso.”

Por dentro Natalie era tão insegura e pressa a certas regras que não percebia que afastava quem ela amava e isso só arrumou mais confusão na sua vida na escola, familiar e amorosa.
Ela teve que enxergar que se divertir, ter um namorado e viver a vida não era tão errado assim, o futuro poderia separá-los ou não, mas teria aproveitado tudo que uma garota de 17 anos deve viver. Aprender com os erros também é uma lição dolorosa, mas que ajuda no conhecimento para ver o que pode ser mudado.
Recomendo!


12 comentários:

  1. Seus livros são todos de parcerias?
    @esteffanifontes, do blog Aos Dezesseis Anos
    Facebook - aosdezesseisanos.blogspot.com.br
    Gostei muito do post! rs Boa noite anjinho s2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não flor, a maioria saem do meu bolso. ^_^

      Excluir
  2. Tenho o livro, mas ainda não li. Já vi muitas críticas, mas acho que vou gostar. Não espero nada de extraordinário.

    Beijos,
    Carissa
    www.carissavieira.com

    ResponderExcluir
  3. Ameeeeeeei essa resenha amiga, eu morro de vontade de ler esse livro, já faz muito tempo
    eu tenho certeza que vou amar essa história! *-*
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pela resenha Lauri! Já li Não Sou Este Tipo de Garota e curti bastante. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Lauri, quanto tempo que eu não passo aqui kkkk mas estou de volta.
    Gostei da sua resenha, como sempre, todas elas são ótimas.
    Tenho o livro na estante, mas o deixei meio de lado, a sua resenha me motivou, acho que vai ser minha próxima leitura.

    www.nadandoemlivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Muita gente fala bem desse livro, só que não tenho disposição para ler-lo.
    Sua resenha ficou ótima, bem explicita.

    Lucas / Era uma vez

    ResponderExcluir
  7. Eu sempre vejo sobre esse livro, mas ainda nãoo li. Admito que sou curiosa por ele, porque mesmo preferindo gêneros mais sombrios, me ligo bastante em livros assim, jovens rs

    Vitamina de Pimenta

    ResponderExcluir
  8. Só pela sinopse achei um pouco clichê: o modelo ideal que toda garota quer seguir. Forte, decidida, inteligente, com um amor não/quase correspondido, último ano e tudo tem que dar certo. Não me dou bem com livros assim... Mas gostei da resenha!

    Xerus, Gabi
    http://abrindooslivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Esse livro tava sempre de promoção da Saraiva, mas agora desempregada, não posso comprar. Quando ele foi lançado eu fiquei super empolgada pra ler, só que as resenhas me desanimaram um pouco. Lerei, quando puder, sem muitas expectativas.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  10. Oiii

    Eu nunca tinha lido nenhuma resenha deste livro, e posso dizer que gostei muito da sua...
    Adorei o fato do livro ser viciante, eu não imaginava isso dele..
    Agora eu fiquei com vontade de ler.

    Tem resenha nova no blog
    O Destino do tigre
    Beijos Mila
    http://www.dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Já conhecia o livro e tinha um interesse para lê-lo, mas uma amiga minha leu e disse que não gostou muito, o que me fez deixar um pouco de lado o interesse para ler o livro, e lendo resenhas vi que é um assunto do qual não acho muito interessante, mas, de qualquer maneira, ainda pretendo ler ele, quando tiver oportunidade.

    ResponderExcluir