Welcome



INICIO
EDITORAS PARCEIRAS
BLOGS PARCEIROS
BOOKLIST
LINK-ME
SELINHOS
CONTATO

06 maio 2013

Resenha #84 - Charlotte Street - O amor pelas ruas de Londres - Danny Wallace



Título: Charlotte Street
Autor: Danny Wallace
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 399

Sinopse:

“ Tudo começa com uma garota... (porque sim, sempre há uma garota...) Jason Priestley acabou de vê-la. Eles partilharam de um momento incrível e rápido de profunda possibilidade, em algum lugar da Charlotte Street. E então, em um piscar de olhos, ela partiu deixando-o, acidentalmente, segurando sua câmera descartável, com o filme de fotos completo... E agora Jason — ex-professor, ex-namorado, escritor e herói relutante — se depara com um dilema. Deveria tentar seguir A Garota? E se ela for A garota? Mas aquilo significaria utilizar suas únicas pistas, que estão ainda intocáveis em seu poder... É engraçado como as coisas algumas situações se desenrolam... ”


 .



Resenha

O livro começa com uma apresentação singular:
“ Você é a pessoa que está lendo isso. Por qualquer razão, e em qualquer lugar, esse é você, e logo nós seremos amigos, e você nunca me convencerá do contrário. ”

Mas antes, que antes mesmo, ele descreve um acontecimento numa escola, onde um atirador maníaco faz seus alvos.
Mas voltemos à estória. Jason Priestley que é confundido com outro personagem de mesmo nome tem um amigo com quem divide o apartamento e acaba perdendo a namorada.
Poderia ser pior se ele não tivesse Dev, o fissurado em coisas da Polônia e vídeo games, dando lhe força com seu jeito leve de ver as coisas.
O pior para Jason além de ter pedido a namorada para alguém, mas bem dotado estética, financeiramente e que está na mídia sorrindo com sua ex e a legenda acabando com seu ego: “ Ela está no melhor momento de sua vida.”
Dev é hilário e faz parceria com o Sr. Irritante (Jason) que também não fica atrás.

"- Eu gostaria de ter um sonho para seguir. Um que fosse prático. Não apenas um sonho para sonhar, mas um sonho para tornar realidade."

Depois que Jason tranca sua carreira de professor, foi jornalista, perdeu a noiva, encontrou uma garota por alguns segundos e ficou obcecado, se desentendeu com seu melhor amigo, machucou algumas outras pessoas e tornou a voltar para o St. Jones (escola) para lecionar novamente.
Há muitos provérbios no livro como se servissem para meditação. É um numero ler os diálogos entre Jason e Dev.
Agora toda a expectativa está na câmera e no filme dela, que deve arrancando das mãos de Jason, mandou revelar.
Dev está tão curioso quanto à revelação e não fala em outra coisa. Zoe uma espécie de gerente de jornal, designa a Jason tarefas de Freelancer.
Traumatizado pelo afastamento definitivo de sua ex-noiva, Jason chega à fatídica conclusão:
“ Mas é só isso, não é? O fato de minha felicidade ser tão dependente dos caprichos e extravagâncias de outras pessoas. ”

E não adianta as investidas abobalhadas e sem contexto, de seu melhor amigo, ele continua sofrendo com quem não pode mais ser o que era.
Perdeu Sarah, está desesperado, mas seu coração, seu dia, sua vida, sua mente, está totalmente focado em descobrir a “moça do taxi ”.

"Há sete milhoẽs de estranhos nessa cidade e sorrirei para alguns deles hoje, só no caso de alguém estar me procurando. Seria embaraçoso se ninguém estivesse." 

Um novo personagem surge na estória.
À proporção que o tempo passa e o filme foi revelado, Jason e Dev vão examinando e descobrindo locais aleatórios nas fotos, pois tudo e checado para ver se descobrem a misteriosa garota do taxi.
E durante todo o livro, Jason sofre na procura e na desesperança.
Sinceramente o livro é bem escrito, mas não deixa na expectativa de uma coisa melhor na próxima página. É engraçado, irreverente, só não espere muito romance nessa estória, pois não fala muito disso, mas sobre amor próprio.





10 comentários:

  1. comentei no outro post ainda hoje "aguardo pela resenha de Charlotte Street", porque estava comentando nos posts mais antigos que ainda não tinha comentado, e não reparei que já tinha a resenha de Charlotte Street aisdjaidhau como sou desantenciosa.
    Mas enfim, ficou muito boa a resenha, o livro parece ser bacana, será que ele encontra a garota do táxi? hehe

    ResponderExcluir
  2. Hum...
    Não chamou muito minha atenção!
    Valeu a dica
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias
    Livroterapias

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela resenha Lauri! Já li Charlotte Street e curti bastante, apesar de ter achado o Jason extremamente egoísta e infantil. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  4. Amei sua resenha eu concordo contigo, o livro é muito bom mas faltou mais romance na história!
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Lauri, esse livro não desperta minha atenção, porém não dispensaria a leitura.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Bom saber que o foco não é muito o romance, pois recentemente li Belle achando que teria muito romance e não teve, rs. Fiquei decepcionada, agora quero um romance bem arrebatador :)
    Bjus

    Rafa
    Rafaelando.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Lauri, os comentários sobre o livro desanimam muito, não tenho curiosidade nenhuma de ler.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Não ouvi bons comentários desse livro, principalmente essa questão de não ter expectativas, que te fazem devorar o livro de uma vez só. Que bom que eu não queria ler, um gasto a menos né?
    Beijos

    Helena - https://hassdc.wordpress.com

    ResponderExcluir