Welcome



INICIO
EDITORAS PARCEIRAS
BLOGS PARCEIROS
BOOKLIST
LINK-ME
SELINHOS
CONTATO

31 março 2014

Resenha do Leitor #09 - O Garoto da Casa Ao Lado - Meg Cabot

 

 

Título: O Garoto da Casa ao Lado
Autor(a): Meg Cabot
Editora: Galera Record
Páginas: 400
Série: Coleção Garoto – Vol. 1

Sinopse:

" O garoto da casa ao lado é o novo livro de Meg Cabot, autora da série O diário da princesa, um fenômeno mundial da literatura juvenil que já vendeu mais de cem mil exemplares no Brasil. Neste novo romance, a autora mistura amor, comédia e suspense aliados ao estilo nova-iorquino, e não decepciona seus fãs.

Escrito em forma de mensagens de e-mail, 'O garoto da casa ao lado' revela a história de Melissa Fuller, uma jornalista de celebridades que está prestes a perder o emprego. Numa certa manhã, Mel está 68 minutos atrasada para o trabalho, completando assim seu 37º atraso no ano. Um recorde. O departamento de Recursos Humanos já lhe mandou um memorando oficial sobre o assunto, seu chefe duvida seriamente do seu compromisso com o jornal e, além disso, até sua melhor amiga anda preocupada com seu bem-estar psicológico. Contudo, dessa vez, ela tem uma desculpa de verdade - estava socorrendo Helen Friedlander, sua vizinha de oitenta anos, que entrou em coma após levar um golpe na cabeça, em consequência de um misterioso atentado. "


Resenha:

Meg é minha autora favorita dos chick-lits. Adoro os livros dela. Já li vários voltados para o público infanto-juvenil e até um dos seus romances de época com o pseudônimo de Patrícia Cabot. Mas ainda não tinha lido nenhum voltado para o público adulto. E não tenho como dizer que não gostei. A cada livro gosto mais dela.

O Garoto da Casa ao Lado é contado no ponto de vista de vários personagens. Acredito que sejam no mínimo uns 10. Calma! Isso porque o livro é todos em formato de e-mail. No livro inteiro, os personagens trocam e-mails e assim o leitor fica sabendo de tudo. Tudo mesmo!
Confesso que no começo, eu achei que não ia gostar, mas me surpreendi. A cada página ficava curiosa para saber como tudo ia se desenrolar.
Nossa personagem principal é a Melissa Fuller (Mel). Uma mulher madura e totalmente atrapalhada. Escreve para o New York Journal na colina social. Mas ela adora os furos de reportagem, principalmente sobre catástrofes. Ela é simplesmente fascinada por desastres. E quando ela encontra sua vizinha, uma senhora de 80 anos, Helen Friedlander, desacordada depois de levar uma pancada na cabeça, Mel vê a chance de finalmente falar sobre algo interessante. Quem anda atacando velhinhas?
Mel consegue contatar o sobrinho de Helen, Max, para cuidar dos dois gatos e do cachorro da tia, enquanto ela está em coma. Ele é um fotógrafo famoso, que adora modelos. Um verdadeiro mulherengo.

E é aí que toda a confusa se instala. Max está em uma viagem com a supermodelo Vivica e não pretende deixar ela para cuidar dos bichos da tia. Mas ele tem um plano. Um velho amigo de faculdade lhe deve um “favor”, isso por tê-lo salvo das garras de uma ruiva quando ele estava bêbado. Então John, um dos herdeiros de uma família muito rica e problemática, entra em cena. Max quer o favor de volta. Ele pede a John que se passe por ele até a tia acordar, já que a tia de Max é rica e não pode saber que seu sobrinho deixou de assisti-la. Max não tem muitas fotos suas estampadas por aí, então será fácil para John se passar por ele.
John é desligado de toda a riqueza da família e prefere viver a vida com seu trabalho de jornalista investigativo. Com seu senso de justiça, ele se vê forçado a ajudar Max. E dá de cara com a vizinha Mel em vários momentos do livro. Ah! Mel é ruiva! Rsrsrs...A Mel e o John forma um casal fofo. Os dois têm muitos gostos em comum, o que os deixam mais fofos juntos. 

“[...]Mas acho que está bem claro que nenhum de nós é tão normal assim. Quero dizer, as pessoas normais não vivem obcecadas por furacões e crateras, não é? Então esse negócio ser normal está fora de cogitação, no nosso caso. [...]” página 202

Como disse acima, temos vários personagens e é fácil se perder entre tantos, mas logo você se acostuma à dinâmica do livro. Os que mais chamaram a minha atenção, além de John e Mel, foram:
Nadine: amiga da Mel. Essa é um tanto mais centrada do que nossa protagonista.
Tony: Noivo da Nadine.
Jason: Irmão de John.
Stacy: Cunhada de John e esposa de Jason.

Um dos meus personagens favoritos foi a Dolly, colega de trabalho de Mel. Essa é a fofoqueira do jornal. Está sempre se metendo na conversa. Sempre com um conselho para dar. Ela é hilária!
Livro extremamente divertido. Meg mostra mais uma vez um livro em que se pode gargalhar. Recomendadíssimo!!!!



RESENHA ESCRITA POR: CRISLANE BARBOSA



11 comentários:

  1. Quando eu era mais nova, adorava a Meg. Do tipo fã louca mesmo, sabe, amiga kkkkk mas agora não consigo mais gostar tanto. Exceto da série A Mediadora. Aí sim, morro de amores rs
    Mas esse livro nunca me chamou a atenção, nem na época. =/

    Beijos,
    Larissa♥

    - Vitamina de Pimenta -

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca li muita coisa da Meg, mas sempre ouço muitos elogios.
      Esse livro parece ser muito bom. :)

      Excluir
    2. Oi Larissa!
      Também amo amo amo "A mediadora"! Tão livro melhor da Meg.

      Beijão!

      Excluir
  2. Ahhh Tenho esse livro ! Sou fã da Meg Cabot <3
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não me recordo de ter lido alguma coisa dela, mas esse eu gostei também. :)

      Excluir
  3. Nunca li esse livro, mas fiquei curiosa e com vontade de conhecer a escrita da autora.

    www.iasmincruz.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meg Cabot é sempre muito elogiada, e esse me deixou curiosa também. :)

      Excluir
  4. Ola,

    ótima resenha Cris, eu também adoro os livros da Meg e este ainda não li, achei estranho a parte da narrativa e deve ser questão de costume mesmo..
    Quero este livro.. hehe

    Beijos Mila
    http://www.dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila!
      É esquita mesmo, mas como decorrer do livro você se acostuma. rsrs...

      Beijão!

      Excluir
  5. Gostei da resenha e o livro parece ser bom, interessante e engraçado ao mesmo tempo, com certeza fiquei com vontade de ler :)

    Thoughts-little-princess.blogspot.com

    ResponderExcluir