Welcome



INICIO
EDITORAS PARCEIRAS
BLOGS PARCEIROS
BOOKLIST
LINK-ME
SELINHOS
CONTATO

17 março 2015

Resenha #173 - Paixão Ao Entardecer - Série Os Hathaways #05 - Lisa Kleypas


 Oi meus amores.
Sei que ando muito sumida, mas não é de propósito. A faculdade toma muito o meu tempo e ainda estou sem notebook. :(
Fica difícil fazer alguma postagem sem notebook, mas eu sempre dou meu jeitinho.
Vamos conferir a resenha?


      Paixão Ao Entardecer - Série Os Hathaways #05 - Lisa Kleypas

Sinopse:

“Mesmo sendo uma família nada tradicional, quase todos os irmãos Hathaways se casaram, até mesmo Leo, que era o mais avesso a essa ideia. Mas para a caçula Beatrix, parece não haver mais esperança. Dona de um espírito livre, apaixonada por animais e pela natureza, Beatrix se sente muito mais à vontade ao ar livre do que em salões de baile. E, embora já tenha frequentado as temporadas londrinas e até feito algum sucesso entre os rapazes, nunca foi seriamente cortejada, tampouco se encantou por nenhum deles. Mas tudo isso pode mudar quando ela se oferece para ajudar uma amiga. A superficial Prudence recebe uma carta de seu pretendente, o capitão Christopher Phelan, que está na frente de batalha. Mas parece que a guerra teve um forte efeito sobre ele, e seu espírito, antes muito vivaz, se tornou bastante denso e sombrio. Prudence não tem a menor intenção de responder, mas Beatrix acha que ele merece uma palavra de apoio – mesmo depois de tê-la chamado de estranha e dito que a jovem é mais adequada aos estábulos do que aos salões. Então começa a escrever para ele e assina com o nome da amiga. Beatrix só não imaginava o poder que as palavras trocadas teriam sobre eles. De volta como um aclamado herói de guerra, Phelan está determinado a se casar com a mulher que ama. Mas antes disso vai ter que descobrir quem ela é.”

Resenha

"Em meio a todo o barulho, aos homens e à loucura, tento pensar em você na sua casa secreta... minha princesa na torre. E minha estrela-guia na janela." 

Esse é o quinto e ultimo livro da Série Os Hathaways, que fala da caçula Beatrix. Tão bom quando os outros quatro antecedentes.
Estória bem articulada, nenhum pouco surreal, tudo contado poderia perfeitamente ser real.
Beatrix a última solteira da família, com 23 anos, já debutou em Londres “algumas” vezes, mas continua solteira.
Os homens a acham estranha, até esquisita, porque não é frívola, nem espevitada e segundo a própria Beatrix, os homens (pelo menos os com quem já conviveu)são vazios e maçantes.
Então continua solteira e sem nenhuma pressa de casar.

“O entorpecimento que Christopher sentia começou a derreter como gelo na primavera. E não tinha nada a ver com armanhaque. Era apenas por causa de Beatrix.”

Quem já leu os livros anteriores, sabe que o coração de Beatrix é voltado a amparar os menos afortunados. Qualquer animal abandonado, mutilado, ela agasalha em sua casa e os trata como se fossem um membro da família.
Ela tem uma amiga, Prudence, que é totalmente o seu oposto.
E tudo começa, quando a amiga recebe uma carta do pretendente, que está na guerra, o capitão Christopher Phelan e em pleno campo de batalha, ele cita na carta, os atos heroicos de um cachorro abandonado, que adotou-o como seu segundo dono. Isso foi o suficiente para Beatrix ficar interessada em saber o que dizia a carta sobre os feitos do cão.
Prudence não tem nenhuma sensibilidade e nem vontade de manter contato com o capitão e passa a tarefa para Beatrix, que tem sentimentos e quer o capitão tenha alguns momentos bons fora do campo de batalha.
E ela se corresponde com ele em nome de Prudence.

“- Sei que ela é rebelde, cheia de opiniões e muito mais animada do que qualquer pessoa razoável deveria ser. Usa calções masculinos, sobe em árvores e anda por onde quer sem uma acompanhante. Também sei que Beatrix Hathaway enche Ramsay House de esquilos, ouriços e cabras, e que o homem que tiver a pouca sorte de se casar com ela será levado à ruína por causa das contas do veterinário. Vai se arriscar a contrariar algum desses pontos?Audrey cruzara os braços e o encarara com uma expressão azeda.- Sim. Ela não tem um esquilo”.

Suas cartas são regadas a carinho pelos animais, que se estendeu ao capitão, o jeito de escrever meigo e engraçado deixa-o embevecido.
As correspondências começam a sair do controle quando os sentimentos de ambos se manifesta.
Beatrix sabe que te que dar um basta, e revelar quem realmente se corresponde com o capitão.
Só que o destino não anda de muito bom humor e acontece o inesperado.
Agora só lendo pra saber o que aconteceu entre Beatrix e Christopher, as atrapalhadas, as descobertas e os sentimentos que os dois tiveram que enfrentar.
Beatrix é leve, descontraída e é disso que o capitão precisa para combater os seus traumas pós guerra.
Só lendo pra saber como será o desfecho de uma das séries mais perfeita que já tive o prazer de ler. Super recomendo!

"Não sou quem acha que sou.Não tinha a intenção de enviar cartas de amor, mas foi isso que elas se tornaram. No caminho até você, as palavras se transformaram nas batidas do meu coração gravadas em papel. Volte, por favor, volte para casa e descubra quem sou.”

Só tenho uma palavra para expressar o quanto eu amei essa série:



Título: Paixão Ao Entardecer - Série Os Hathaways #05
Autor (a): Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 272

4 comentários:

  1. Olá,
    Eu não sou muito chegada em históricos, li um certa vez que me traumatizou, mas gostei da dica, muito bacana. O pessoal está elogiando muito essa autora e suas obras.
    Beijos.
    Memórias de Leiutura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi flor.
      Lisa Kleypas é muito diva.
      É uma série maravilhosa. :)

      Excluir
  2. Essa capa é muito maravilhosa! Sim, eu noto esse detalhe. Acho essencial capa bonita! kkkkk
    A sinopse é bem interessante e faz tipo MUITO tempo que não leio livro desse tipo, sinto falta!
    Preciso checar na livraria essa série!

    bjs
    blogtrashrock.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que todas as capas dessa série são lindas. :)

      Excluir