Welcome



INICIO
EDITORAS PARCEIRAS
BLOGS PARCEIROS
BOOKLIST
LINK-ME
SELINHOS
CONTATO

04 outubro 2013

Resenha #114 - Amante Liberto - Irmandade da Adaga Negra - Livro 5 - J. R. Ward


Título: Amante Liberto  vol. 5
Autor(a): J. R. Ward
Editora: Universo dos Livros
Número de Páginas: 525

Sinopse:

“ Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, a guerra explode entre vampiros e seus assassinos. Há uma Irmandade secreta, sem igual, formada por seis guerreiros vampiros, defensores de sua raça. O coração gelado de um predador será aquecido mesmo contra a sua vontade... Destemido e brilhante, Vishous, filho de Bloodletter, possui uma maldição destrutiva e a capacidade assustadora de prever o futuro. Criado no campo de guerra de seu pai, ele sofreu maus tratos e abusos físicos e psicológicos. Membro da Irmandade, ele não se interessa por amor nem emoção, apenas pela batalha com a Sociedade Redutora. Mas, quando uma lesão mortal faz com que fique sob os cuidados de uma cirurgiã humana, a Dra. Jane Whitcomb, ele é levado a revelar a dor que esconde e a experimentar o verdadeiro prazer de pela primeira vez... Até que o destino, que V. não escolheu, o leva para um futuro do qual Jane não faz parte. ”

Resenha

“Quantas vezes na vida não conseguimos definir nosso caminho porque ele é decidido sem que possamos escolher?”

Antes de começar a resenha desse livro, tenho que deixar aqui a minha frustração, irritação e ódio mortal pela autora J. R. Ward.
É o tipo de coisa que me irrita e não precisava acontecer, mas a autora teve a capacidade de acabar com a estória? Pois é, a estória do Vishous tinha T-U-D-O pra ser P-E-R-F-E-I-T-A, mas a autora achou pouco o que ele passou nas mãos do pai doente e psicopata é resolveu fazer essa ca#$da big master.
Eu não sei o que dá nessas autoras quando a estória e a série estão indo por um caminho tão incrível. Ela tem que deixar um rastro de me#@a pelo caminho. Aff! Muita falta de criatividade dessa autora. #leitorachateada

O quinto livro da série IAN, intercala o passado de uma infância muito sofrida e cheia de humilhações que sofreu nas mãos de seu pai, o guerreiro Bloodletter. E no presente como membro da Irmandade da Adaga Negra.
Vishous é super inteligente, o “crânio” dos guerreiros, charmoso, sexy e tem aquela aura sexual que exala por todos os seus poros.
Possui tatuagens de um lado do rosto, nas partes intimas e na mão direita, onde usa uma luva negra, pois é uma arma bem perigosa contra qualquer pessoa e seus inimigos.
É um guerreiro tão letal quanto seus Irmãos, mas não teve nenhum tipo de sentimento bom durante sua infância (nem depois da transição) no acampamento de seu pai.
É completamente desprovido de amor, carinho, sendo frio, solitário e muito fechado sobre seus sentimentos e seus segredos.

Jane Whitcomb é competente,  adora o que faz  sendo muito dedicada, mas muito solitária.
Trabalha como cirurgia no Hospital St. Francis, cuidando da ala de traumas.
Pretende se transferir para a Universidade Columbia, tendo um único amigo no trabalho, o Dr. Manuel Manello (ou Manny para os íntimos), que se sente atraído por ela.
Não imaginava que sua vida iria mudar para sempre, quando um homem entra muito mal no hospital, com um tiro no peito.

"E então, com a voz rouca, o homem cuja vida ela havia salvado disse três palavras que mudaram tudo... mudaram a vida dela e o seu destino:
- Ela. Vem. Comigo."

A estória se passa na terceira pessoa e com pontos de vistas alternados entre os personagens.
John Mathew se destaca nesse livro, mostrando por tudo o que irá passar durante e da aproximação de sua transição.
Depois de tanto tempo, Vishous descobre quem é sua mãe, algo que ele jamais teria imaginado. Sendo anunciado que seu destino já estava predestinado, sem ter escolhas ou querer, somente obedecer e aceitar o seu destino.
Mas será que Vishous irá aceitar assim tão fácil? Sem lutar pela única mulher que mudou sua vida e sua alma?
Adorei a Jane, pois ela não tem medo de nada, enfrenta quem tiver que enfrentar, nem mesmo os dois metros de altura, cheio de músculos e feições sérias. Um par perfeito para Vishous.

A estória se desenrola, cheia de revelações, deixando o leitor extasiado.
Odiei alguns desfechos de alguns personagens, me senti frustrada como falei no começo da resenha.
Mas mesmo depois da decepção que senti, adorei conhecer mais a fundo a vida de V.
E minha vontade de continuar a conhecer e prosseguir com a série não diminuiu nadinha.


"Medo, sexo e amor preenchiam sua pele por dentro, tornando-se em músculos e ossos que o formavam; ele não era nada além de emoção e desejo, sendo ela a motivadora"  

Livros da série IAN:

1 - Amante Sombrio (2009) Wrath e Beth
2 - Amante Eterno (2010) Rhage e Mary
3 - Amante Desperto (2010) Zsadist e Bella
4 - Amante Revelado (2010) Bucth e Marissa
5 - Amante Liberto (2011) Vishous e Jane
6 -
Amante Consagrado (2011) Phury e Cormia
7 - Amante Vingado (2011) Rehvenge e Ehlena
8 - Amante Meu (2011) John Mettew e Xhex
9 - Amante Libertada (2011) Payne e Manuel Manello
10 - Amante Renascido (2012) – Tohrment
11 - Amante Finalmente (2013) – Qhuinn e Blay
12 - The King (Previsto para Março de 2014)




Série:





Capas pelo Mundo:








Personagens:
Jane e Vishous





18 comentários:

  1. Realmente nesse livro a J.R Ward fez me#@a e não foi pc não não me conformo revoltadaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa Jane horrorosa u.u'
    lê logo do 6 ao 9 pra mim ler o da Payne =P

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ain amiga eu adorei a Jane. #SouFãDelaPorqueElaPegaOVishous
      Estou tentando terminar Amante Vingado, mas tá difícil rs.

      Excluir
  2. Acho que eu não preciso repetir o que sempre posto aqui, né? hahaha
    Não conheço a série e blablabla - mas suas resenhas são muito boas!! Continue trazendo novidades (bom, acho que só pra mim são novidades..hehehe) que eu adoro ;-)

    bjs,
    Carla
    http://linhas--soltas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Uiiiiiiiiiii mas que post sexy amiga adorei! *-----*
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Adorei a capa...kk
    Mas parece que voce ficou um pouco irritada com a história..
    As vezes isso acontece, eu odeio particularmente quando acontece.


    beijos
    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquei bem irritada mesmo. Autora má! ¬¬'

      Excluir
  5. Oi Lauri, como sempre vc consegue transmitir tudo que se sente ao ler essa série. Esse livro me deixou com raivinha em certos sentidos, mas IAN ainda é minha série favorita. Vai ter um evento em Recife na próxima semana, sábado, só com fãs de IAN, se puder divulgar https://www.facebook.com/events/307934939345667/?ref_dashboard_filter=upcoming

    Beijos, @_RayPereira
    http://porredelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Lauri.
    Eu não li nada dessa série ainda, apesar de ter maior vontade, mas são tantos livros bons pra pouco tempo.
    Livros em série são assim mesmo, sempre nos decepcionam em algum momento.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma série bem comprida mesmo, e a autora disse que vai continuar escrevendo enquanto os fãs pedirem. ^_^

      Excluir
  7. Há um bom tempo eu quero ler essa Saga!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale muito a pena Jessica.
      Se quiser ter toda a série, compre os livros pelo Estante Virtual, são super baratos.

      Excluir
  8. Oiee! Não sei muito bem o que achar dessa série. Vi que você se decepcionou bastante e também odeio quando autoras começa a estragar as séries!kkk Dá raiva mesmo. Mas bom que sua vontade de continuar acompanhando não diminuiu porque é pior ainda quando isso acontece.
    Beijos!
    Paloma Viricio-Jornalismo na Alma.

    ResponderExcluir
  9. pior quando a pessoa escreve história errado e ainda dá opinião.

    ResponderExcluir
  10. Eu estou lendo a saga e estava adorando até chegar ao fim de Amante Liberto. O q deu em J.R.Ward pra criar aquele destino para V. E Jane? Não gostei do que ela inventou para Jane. Não faz sentido. E me pareceu q a Virgem Escriba, tão severa no primeiro livro, foi perdendo sua identidade ao longo dos livros, se tornando uma pessoa quase comum, diria até humana devido suas dúvidas e medos levantados no fim do Amante Liberto. Muito vulnerável e aceitando desaforos de V., mesmo sendo ele quem era, ela é uma divindade e até este livro, V. Sempre teve q respeita-la como os Irmãos. Nunca fora tratado diferente. Claro q chorei horrores ao se aproximar do final do livro, dado o desfecho aparente. Mas a solução encontrada por Wars, a meu ver, detonou a história. Ficou tudo muito esquisito. Eu poderia sugerir muitos outros finais que seriam bem mais interessantes e menos "fantasiosos" e esquisitos. Enfim, agora qd penso em Jane, as coisas simplesmente me soam esquisitas e intragáveis , beirando a bizarrice. E o lance com a Directrix? nem vou falar muito, só que achei ridículo um ser daqueles não ter sido notado pela Virgem Escriba q parecia ser conhecedora de tudo nos livros anteriores. Os redutores parecem ter perdido a importância aqui, foram deixados de lado. Enfim, tenho muitos pontos para me indignar com esse livro, embora vinha gostando dele até chegar ao desfecho.

    ResponderExcluir
  11. eu ainda não li... mas confesso que fiquei curiosa com o pq de vc nao ter gostado.. isso me deixou maos afoita pela serie q comecei essa semana a ler... sua resenha foi otima agora vou la ler pra ver o q acontece nesse livro #loucaporian

    ResponderExcluir