Welcome



INICIO
EDITORAS PARCEIRAS
BLOGS PARCEIROS
BOOKLIST
LINK-ME
SELINHOS
CONTATO

20 março 2014

Resenha #136 - Jogos do Prazer (Os Rothwell 03) - Madeline Hunter

 


 

Jogos do Prazer - Rothwell Brothers - Livro 03 - Madeline Hunter


Sinopse:

“ A bela Roselyn Longworth já aceitou seu destino. Depois que o irmão fraudou o banco em que era sócio e fugiu do país levando o dinheiro dos clientes, suas finanças ficaram arruinadas, assim como suas chances de conseguir um bom casamento. Por isso foi fácil acreditar nas falsas promessas de amor de um visconde. Mas a desilusão não demorou a chegar: quando Rose não se sujeitou a seus caprichos na cama, o nobre se vingou leiloando-a durante uma festa em sua mansão. Ela acredita que o destino lhe reserva um fim trágico. Ainda mais ao ser arrematada por Kyle Bradwell, um homem que venceu na vida pelo próprio esforço, mas não é bem-vindo nos círculos mais exclusivos. Mas a jovem é surpreendida pela atitude dele, que a trata com um respeito e uma gentileza que ela não recebia desde antes do escândalo envolvendo o irmão. Quando Rose finalmente descobre o que está por trás do comportamento de Kyle, é tarde demais: já foi fisgada pelo homem que conhece seus segredos mais íntimos.”

Resenha


“ Às vezes não havia mesmo escolha. Às vezes só havia uma decisão, uma única coisa possível a fazer, se você quisesse uma chance de ser feliz. ”

Jogos do Prazer  é o 3º livro da Série Rothwell Brothers.
Esse livro retrata o tempo em que o mundo era dos homens, principalmente da nobreza, onde tudo era julgado na famosa Câmara dos Lordes e tudo ficava impune.
A mulher era um adorno, às vezes caro, sem peso nas decisões, mas na maioria das vezes, só se tivesse berço e família importante.
O resto era a plebe, que alguns nobres pensavam que só existiam para servi-los, como é o caso de Lorde Norbury, sem honra, sem decência, um amoral imoral nojento.

No mundo da aristocracia, não bastava ter dinheiro, tinha que ostentar um título antes do nome.
Mas dentro desse contexto, de pessoas que julgam outro ser humano, pelos títulos e conta bancaria, há outros tipos com título e milhares de libras em suas contas, que agem diferentemente. É o caso da Família Rothwell, cujos varões são pessoas íntegras.

Por causa de um irmão desonesto, que lesou muitos investidores, roubando o banco e fugindo com o produto do roubo, toda a família que ficou pra trás, arcou com as conseqüências do escândalo, sendo que no homem é desastroso, mas no caso da mulher, esta simplesmente deixa de existir.


“ - Não aprovo a moral livre dos refinados. Posso aceitar dividir o que é meu, mas jamais aceitarei dividir você. ”
(Kyle para Roselyn)

E foi o que aconteceu com a família Longworth, o irmão Timothy (ladrão e foragido), acabou com a reputação para o resto da vida de suas duas irmãs Roselyn e Irene.
Diante dessa realidade, Rose se maravilhou com as atenções e os elogios que Lorde Norbury  dispensava a ela e se entregou sem pensar em mais nada. Só que o Lorde fora um dos nobres lesados financeiramente por Timothy, seu irmão e de repente Rose constatou que tudo não passou de vingança.
E como se a situação de Rose já não fosse péssima, agora estava também desonrada.

Morando na casa de Lorde Norbury, Rose teria que participar de um jantar onde o anfitrião, para se vangloriar de seus poderes como nobre, por ser uma pessoa desprovida de qualquer moral, resolve leiloá-la.
Só que ele não contava com a atitude de um dos seus convidados e esse não era nobre, que deu um lance inalcançável pelos homens que ali assistiam ao espetáculo desumano.
E foi com esse ato que Kyle arrancou Rose das mãos asquerosas de Lorde Norbury e seus iguais.

Mas como poderá Kyle reverter o quadro, quando há tanto preconceito? Ele será capaz de agüentar os falatórios?
Rose sobreviverá à vergonha que cairá a si e a sua família? A Sociedade Londrina esquecerá este escândalo?


- Então pede em casamento uma mulher desprezada porque tem certa preocupação com ela e porque frequentará a casa dos parentes da prima dela? Para um homem de negócios bem-sucedido, não faz boas trocas.
O rosto dele endureceu o suficiente para mostrar desagrado pela crítica.
- Está bastante convicta de que desvendou minhas intenções. Mas esquece o mais importante. Eu ganho algo mais além das pequenas vantagens que citou.
- Não sei o que seria.
- Você, Srta. Longworth. Você para mãe dos meus filhos e esposa na minha cama.
Ele se aproximou. (...) A expressão dele a surpreendeu. Ciente. Segura. Arrasadora.
(Kyle e Roselyn)

A autora Madeline Hunter, “nasceu” para escrever sobre a realeza e como se comportam os nobres, com suas imperfeições, preconceitos e sua impiedade.
Também fala como se fizesse parte dos personagens. Descreve também suas vilanias acobertadas por seus títulos e suas posses.
Escreve claro, tão claro, que o leitor faz a viagem para o texto e convive com todos os seus desfechos.
Recomendadíssimo!







Título: Jogos do Prazer  
Autor(a): Madeline Hunter
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 240



16 comentários:

  1. oi Lauri, quero muito ler está série, adorei saber um pouco mais deste livro..
    Ele tá na minha lista de desejados.

    Feliz Dia do Blogueiro!

    Beijos Mila
    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa história é muito linda, espero que goste tanto quanto eu. :)

      Excluir
  2. Oi Amada!
    Tudo bem?
    Menina! Eu amooooo essa autora! Esse livro é o próximo da série que eu vou ler! Sou gamada nas séries de época da Arqueiro! E como vc disse a autora nasceu para escrever sobre!
    Adorei a resenha!
    Beijos
    Paulinha Juliana
    Overdose Literária - http://overdoselite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Das 3 autoras, a Julia Quinn ainda é minha preferida. :)

      Excluir
  3. Parece ser um livro interessante, já havia lido outras resenhas dele, mas essa realmente me convenceu de que vale à pena ler.

    Thoughts-little-princess.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São muito bons Flávia, independente da autora.
      Os romances da Arqueiro estão divinos! <3

      Excluir
  4. A capa me lembrou A Vidente. Eu li um outro livro com esse mesmo nome, mas não vou lembrar a autora agora. A história me atrai, gosto assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito boa né Jessica? :)
      Tia Madeline Arrasa! :3

      Excluir
  5. Oiii Laurii =DD
    Aiin aquele vicio chamado romances de época né?? *-*
    HAUAHAUHA
    Ainda não li nenhum dessa serie mas ela esta sempre na minha lista!
    To precisando de tempo só agora T-T
    Ameei sua resenha viiw *-*
    Bjoos
    http://chacombolacha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Lih, vicio total em romances de época.
      São muito bons. :)

      Excluir
  6. Esse livro parece muito bom, mas não solicitei porque é uma série e não quero me prender a nenhuma no momento.

    www.iasmincruz.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, mas essa série são somente 4 livros.
      É o menor das 3 séries que a Arqueiro está publicando.
      O maior é o da Julia Quinn. :)

      Excluir
  7. Oi Lauri :)

    Eu nunca li nenhum romance de época da Arqueiro, mas vontade não falta!!!!!!! Essa coisa de aristocracia é muito legal no contexto histórico, quer dizer então que apesar da história fascinante o livro ensina? haha Amei!

    Beijos
    http://www.estantedasfadas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Histórias fascinantes Carol, você precisa conhecer. :)

      Excluir
  8. Adoro a autora ;) Ótima postagem.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir